História

Em 94 a Maxividro surge no sector do vidro orientada para a distribuição, quer no mercado nacional quer noutras geografias. Aposta desde logo em mercados de elevado potencial de crescimento como o Brasil, Cuba, Angola, Moçambique e ainda Cabo Verde, fazendo da exportação uma área determinante para o seu crescimento sustentado.
Também nesse ano, a Maxividro adquire parte da Vidromax, empresa industrial especialista na transformação de vidro plano. A evolução das duas organizações ditou uma posição de dominância da Maxividro na Vidromax em 1998, o mesmo ano em que a aposta produtiva recaiu no vidro duplo, com forte investimento numa nova unidade de transformação.
Hoje a holding Activa, S.G.P.S. inclui a Maxividro, a Vidromax e a Maxividro Ibérica e opera na transformação de todas as categorias de vidro para a construção. Este grupo empresarial cresceu alavancado numa sólida sinergia entre a experiência comercial da Maxividro e o profundo conhecimento tecnológico na área produtiva da Vidromax, sendo a internacionalização a mais recente resposta à demanda dos mercados onde tem actividade.
A internalização dos diferentes processos de transformação do vidro garantiu a capacidade crescente de produção de vidros que configuram soluções técnicas contemporâneas, com redução de custos energéticos e performances térmicas e acústicas optimizadas.
Orientadas para o mercado da construção e arquitectura, as empresas do Grupo oferecem hoje soluções que satisfazem os mais exigentes e criativos projectos de construção, quer nos aspectos da segurança, do controlo solar, do isolamento acústico, quer nas propostas de arquitectura e decoração. Também como elemento estrutural – pilares, vigas e pisos – ou ainda em aplicações inovadoras como Vidro Curvo ou Vidro Duplo com persianas incorporadas, ou ainda como material de revestimento em edifícios, as respostas da Activa acompanham, ou antecipam, tendências no cada vez mais exigente e desenvolvido mercado da construção.